Cátia Owicki

by englobe
4 anos ago
0 Views

26 Janeiro 1995

Facebook

Linha do Tempo

(1998) Primeiros passos na Patinação

Cátia Owicki começou a patinar em 1998, quando tinha 3 anos de idade. Na escolinha onde aprendeu os primeiros passos, conquistou campeonatos internos ainda bem nova. Essas vitórias fizeram com que a professora, nesta época atleta, almejasse títulos importantes e significativos. Abaixo ela nos conta alguns dos momentos mais importantes de sua carreira e de sua vida.

 

(2000 – 2009) O início da campeã

Durante mais de 10 anos, Cátia frequentou as aulas da escolinha. Porém, a mesma não oferecia maiores condições de entrar para as competições federadas e confederadas, portanto o nível técnico também era inferior. Participando de competições internas, Cátia se destacou e despertou interesse de pessoas que lhe indicaram o caminho para as competições importantes.

“Até essas pessoas me levarem à outra escola eu imaginava que a patinação acabava ali, naqueles movimentos que eu já havia aprendido. Ainda lembro do primeiro dia na escola nova. Foi incrível, nunca havia visto nada como aquilo! Saltos e giros que nunca havia visto alguém realizar.” Relembra Cátia.

 

(2009) Campeã Nacional em Brasília

Com dificuldades financeiras, mas com muita dedicação e talento, Cátia Owicki sagrou-se campeã nacional entre 45 atletas de sua categoria.
“Um momento que nunca esquecerei. O sorriso da minha mãe quando recebemos a notícia foi incrível.” Comenta Cátia.

 

(2010) Bi-Campeã Nacional no Rio de Janeiro

Dentre 57 atletas, Cátia, após 3 etapas de classificação, conquistou pela segunda vez o Campeonato Nacional de Patinação Artística, realizado na cidade do Rio de Janeiro-RJ.

“Era a categoria com mais atletas de toda a competição. Oponentes fortíssimas e muito talentosas. Mas então Deus me deu a oportunidade de entrar em quadra e mostrar toda dedicação e empenho que tive nos treinos, em apenas 2min e 30 segundos.” Nos conta Cátia, com um sorriso largo no rosto.

 

(2011) O ponto final?

Motivos financeiros, físicos e principalmente psicológicos, fizeram Cátia desistir da carreira na Patinação.
“Os treinos eram intensos, durante o dia todo. Muito dinheiro estava sendo colocado em mim e essa responsabilidade meche muito com qualquer adolescente de 16 anos. Muitas coisas estavam acontecendo na família, na escola e dentro da minha cabeça. Não consegui lidar com tudo isso e me afastei dos treinos.” Conta, triste.

 

(2011) A saudade apertou

Mesmo dando aulas, Cátia sentiu que faltava algo em sua vida. Quando tomou a decisão de voltar a treinar e competir. Porém, após mais de 2 anos sem treinar, seu corpo, sua mente e seu ritmo estavam totalmente mudados. Qualquer atleta que para de treinar periodicamente sabe do que estamos falando. Recomeçou os “primeiros passos” com o Professor Léo Bengochêa a Bárbara Fujita.

“O carinho e oportunidade que eles me deram foi essencial para que eu conseguisse terminar o que comecei. Serei eternamente grata a eles!” Comenta Cátia.

 

(2013) Voltando a ser uma campeã

Logo que voltou aos treinos, Cátia já começou a se preparar para a Copa Mercosul, que ocorreria em Dezembro/2013. Com apenas 6 meses de treinos ela conquistou o 1º lugar na classe nacional e a emoção foi imensa.
“Minutos antes de entrar em quadra pensei: O que eu estou fazendo aqui? Depois de 3 anos sem treinar absolutamente nada, depois de já estar com a ferida cicatrizando por ter deixado esse esporte quando mais estava feliz? Quer saber? Eu amo o que faço e vou fazer por mim e pelas pessoas que me apoiam!” Relembra Cátia.

 

(2014) Campeonato Nacional Inter-Seleções

Em sua primeira competição fora do RS, Cátia conquistou o 2º lugar no campeonato nacional, em Brasília.

“Nossa, quanta emoção! Primeira competição nacional depois de anos e fiquei com a medalha de prata? QUERO MAIS!” comenta Cátia, empolgada.

 

(2015) Torneio Nacional

A primeira competição oficial no seu estado foi o Campeonato Gaúcho e Torneio Nacional, em Santa Cruz. Lá, Cátia conquistou o 1º lugar.

“Tava bem nervosa, nem sabia mais como era entrar em quadra para uma grande competição como essa. Mas deu tudo certo!” comenta Cátia.

 

(2015) O fim ou só o começo?

Em 2015, Cátia sentiu que havia algo a mais para ser feito na patinação. Seus alunos estavam evoluindo e ela percebeu que sua atenção e seu futuro dependiam de uma decisão: Treinar ou dar aulas?

“Já sabia que como atleta o caminho estava no fim. Mas então, percebi que não havia somente esse caminho a ser seguido e que eu podia muito mais do que pensava. Foi então que decidi me concentrar nas aulas e formar novos atletas. Novos campeões.” Nos conta Cátia.

 

(2016) O começo

2016 foi um ano de decisões difíceis e planejamento para algo maior. Com sua turma em Viamão, Cátia e seu parceiro, Rodrigo Fuchs, uma das pessoas mais importantes para que seu sonho se realizasse, perceberam que podiam ir além. Colocar em prática esse sonho antigo de Cátia. Abrir a Cátia Owicki Patinação Artística. Foi então que as decisões começaram a ser tomadas.

“Tivemos que abrir mão de algumas coisas, principalmente de seguir adiante com a escola de patinação que eu dava aulas a mais de 4 anos, junto com as minhas irmãs. Foi difícil, delicado e perigoso. Mas conversamos bastante e Deus nos mostrou o que devíamos fazer. Foi então que o Rodrigo entrou de cabeça nessa ideia e isso me deu mais energia para seguir adiante com o que estávamos fazendo. 2017 chegou e começamos a trabalhar para garantir que tudo saísse da melhor maneira possível!” Relata Cátia.

 

(2017) O sonho se realizando

Começando 2017, Cátia e Rodrigo já estavam a todo vapor para dar vida a esse sonho especial.

“Foi confuso! Mas tive a sorte de ter o Rodrigo. Ele começou a fazer o site novo, e-mails e outros detalhes que deveriam ser feitos imediatamente. Fomos em busca de patins novos para a escola, na Patins Rye que nos apoiou imediatamente. Me emocionei com a força que os alunos atuais da escola me deram. Eles foram demais!” Comenta Cátia, empolgada.

 

Na mídia Programa Tamanho Família

Irmãs Owicki participam do programa Talento Família, na rede Globo.

Cátia Owicki recebeu um convite especial para participar da estreia da nova temporada do programa Tamanho Família, apresentado por Márcio Garcia, aos domingos na Rede Globo. A emissora fez uma matéria especial contando a história da família Owicki. Cátia foi muito bem recebida no Projac e teve toda infraestrutura para se apresentar, além de conhecer vários artistas da Globo. Assista o vídeo exibido em 23/04/2017 para o Brasil e o mundo.

Assista o vídeo